Palacete Barão do Ribeirão

Construído em 1860 para residência de Barão do Ribeirão, passado por testamento ao seu filho Visconde de Cananéia por volta de 1895.

Devido a grande influência do Visconde junto à corte na capital, o palacete já recebeu como hóspede o ilustre Conde D'eu.

Posteriormente a casa foi transformada em Hotel onde hospedou a princesa Isabel, a esposa do Conde.

Anos depois, virou cadeia do Município e Fórum de Vassouras. Nele já funcionou também a Prefeitura Municipal de Vassouras e hoje é sede do IPHAN.

De feição neoclássica, representa a arquitetura urbana do ciclo de café, com pomposo interior. Se destaca por seu frontão com estatuetas em figuras femininas.

Bernardino Rodrigues de Avelar, primeiro Barão e depois primeiro e único Visconde de Cananéia, foi um fazendeiro cafeicultor na região de Avelar, na então província do Rio de Janeiro.

Por ocasião da epidemia de cólera, que atingiu a cidade em 1880, foi um dos mais destacados combatentes da doença em todo o território do município de Vassouras. Tanto que despendeu verdadeira fortuna para socorrer as vítimas e os necessitados.

Tais desprendimentos o abalou financeiramente, pois a produção do café vassourense começava a decadência. Este tipo de colaboração, também não faltou aos vassourenses em 1882, quando a febre amarela atingiu a cidade.

 

Endereço: Rua Barão de Vassouras - Centro

Compartilhe essa página

© Copyright 2020 - VisiteVassouras.com.br - All Rights Reserved.

Built with Mobirise website software